Comparar listagens

Negociação Direta em Locação é Problemática

Negociação Direta em Locação é Problemática

Alguns proprietários que destinam imóveis à locação, a fim de obter uma renda mensal, se vêem diante de um dilema: procurar por conta própria um locatário e administrar a locação sozinho ou contratar um imobiliária para fazer a intermediação e arcar com o custo?

Quem opta pela primeira opção precisa estar ciente do trabalho e dos riscos que correrá, caso não escolha um bom inquilino.

Já quem contrata uma imobiliária está disposto a gastar mais para ter mais comodidade e segurança no recebimento do aluguel e na manutenção do imóvel.

Tem crescido o número de proprietários que procuram o serviço, principalmente depois de terem tido aborrecimentos na locação direta, como atrasos no recebimento do aluguel, problemas na conservação do imóvel ou inadimplências nas contas de água, luz ou condominio. Adverte-se que hoje, na locação particular geralmente os contratos são feitos sem nenhum cuidado com as garantias necessárias, enquanto as empresas contam com departamentos juridicos.

A administradora já possui vistoriadores especializados, o que não acontece na locação particular e contribui para que o imóvel seja depreciado a cada locação. “Se houver litígio, o particular tem que contratar um advogado, enquanto a imobiliária toma providências pontuais no momento em que o problema acontece”, destaca. Muitos proprietários que procuram os serviços da empresa depois de se aventurarem na locação particular não sabem como resolver a situação.

DIVULGAÇÃO

Uma das grandes vantagens do serviço oferecido pelas imobiliárias é a rapidez na efetivação da locação, em virtude da ampla divulgação do imóvel em sites e jornais. Além disso, o proprietário não tem contato com o inquilino, o que toma a locação mais profissional e saudável, e tem a comodidade de não ter que se preocupar em conferir condomínios, contas de energia ou impostos. E recebe o dinheiro em sua conta.

Como o contrato é cercado de garantias, como a inclusão de dois fiadores, o indice de inadimplência é baixo.

Quem não utiliza os serviços de uma imobiliária é porque nunca teve problemas com seus inquilinos na locação. O proprietário que optar por não contratar os serviços de uma imobiliária na intermediação do aluguel de seu imóvel, precisa ficar atento e escolher muito bem seu locatário, além de redigir um bom contrato. Caso contrário, a economia feita no pagamento da imobiliária pode resultar em prejuizo, caso o inquilino deixe de pagar o aluguel e as contas de água, luz e condomínio, por exemplo, ou mesmo estrague o imóvel. Outro problema comum é a dificuldade para fazer o mau inquilino desocupar o imóvel. Em alguns casos. é preciso recorrer à Justiça.
Muitos clientes procuraram o serviço depois de sofrerem vários prejuízos na locação direta. “É um barato que pode sair muito caro no futuro”.; a empresa exige do locatário um fiador com imóvel de garantia realiza uma vistoria detalhada Para isso, o proprietário paga uma taxa de administração que varia de 15% a 20% sobre o valor do aluguel mensal dependendo do número de meses que forem garantidos. O locador que optar pelo sistema normal sem a garantia de aluguel, paga uma taxa de administração media de 1O%.
.
DICAS PARA O LOCADOR

• Selecione o inquilino. Não deixe se levar pela aparência.
• Verifique se ele, o candidato, tem nome “sujo” na praça ou é alvo de ação judicial.Facilmente, com o CPF, se faz uma varredura nos sites da Receita Federal e da Justiça.
• Já que vai buscar informações, verifique em que condições entregou os últimos imóveis.
• Entrar em contato com o empregador do futuro locatário também ajuda na avaliação.
• Exija garantia: seguro fiança, cheque caução de três aluguéis e fiador.
• Faça crivo cerrado também no fiador para evitar golpe do fiador (que aluga a assinatura da fiança e avaliza com falsos bens).
• Se o fiador é casado com comunhão de bens, o cônjuge também assina o contrato e responde por ele, ainda que o bem não esteja em seu nome.
• Além de RG e CPF originais, devem ser checados comprovantes de renda, a autenticidade da certidão do imóvel que será garantia (no cartório de registro), ações judiciais e cadastro em serviços de proteção ao crédito.
• Redija um bom contrato. Para especialistas, é melhor ser óbvio e redundante do que arcar com prejuízos futuros.
• Para poupar sacrifício e ter maior garantia, o locador pode transferira função de administrar o imóvel à uma imobiliária.
Principais serviços oferecidos pelas imobiliárias
• Divulgação do imóvel em anúncios e sites especializados
• Elaboração de um contrato cercado de todas as garantias necessárias
• Controle do pagamento das contas de água, luz ou condomínio
• Completa e minuciosa vistoría na entrega e retomada do imóvel, garantindo a boa manutenção do mesmo
• Algumas imobiliárias oferecem até o sistema de garantia de recebimento do aluguel, mediante o pagamento de um porcentual maior na taxa de administração
• O locador não tem contato com o locatário, aumentando a segurança da transação

Posts relacionados

Tirando Dúvidas da Lei do Inquilinato

- Qual a diferença entre revisão de aluguel e reajuste de aluguel? O reajuste de aluguel é a...

Continue lendo

Barulho Casa de Máquinas

Comprei um apartamento no último andar do edifício. O prédio tem uns 15 anos. Conversando com...

Continue lendo

Despejo Liminar

Despejo liminar por falta de pagamento. (Lei 8.245/91- art. 59) A nova lei do inquilinato...

Continue lendo